SESSÃO TUMULTUADA PARA VOTAÇAO DE PROJETOS DE LEI DO EXECUTIVO É SUSPENSA POR 24 HORAS

Quixadá

Na manhã desta quarta-feira (25), o parlamento municipal desta cidade realizou uma sessão extraordinária, na sessão foram criadas comissões permanentes com a presença de servidores e concursados que estiveram acompanhando a sessão com apitos, bandeiras e palavras de ordem.

O Poder Executivo enviou para votação seis projetos de leis para que possam serem revogadas as leis aprovadas nos últimos anos durante a gestão do ex-prefeito João Hudson. As leis concederam aumento salarial e gratificações a algumas categorias no serviço público municipal.

 

Os servidores, concursados e sindicalistas lotaram o plenário legislativo para pacificamente mas sem ficarem de braços cruzados e deixarem que seja aprovadas e não se tenha uma alternativa para os servidores. O sindsep  participou e mobilizou os servidores que serão atingidos com a revogação das leis.

Vereadores de oposição em um total de 7 (sete), firmaram compromisso com os manifestantes que votariam contra o projeto do prefeito. Após os discursos por parte dos vereadores o presidente suspendeu a sessão por 24 horas enquanto são formadas comissões das categorias de servidores para discutir com as comissões.

Os vereadores da situação no total de 9 (nove) concordaram com a suspensão e foi adiada para nesta quinta feira (26) após apresentação as comissões e aprovados pelas as mesmas. Os manifestantes afirmaram que na manhã desta quinta feira (26) estarão com seus apitos e faixas presentes na continuação da sessão onde votará o destino de tantos direitos adquiridos.

Sugestões de Reportagens: 88 968 6 6694 Tim – 88 8849 5444 OI – 88 9233 8777 Claro. Inclua o Sertão Alerta entre os seus links favoritos. VC Repórter no WhatsApp 88 9 9686 6694REI DO LANCHE

CLEUMIO PINTO RADIALISTA DRT/CE 5687 - MATRICULA 7723

3 thoughts on “SESSÃO TUMULTUADA PARA VOTAÇAO DE PROJETOS DE LEI DO EXECUTIVO É SUSPENSA POR 24 HORAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *