Familiares de detentos na Cadeia Pública de Quixadá não conseguem visitar seus parentes neste domingo (17)

Quem foi à unidade penitenciária neste domingo (17) retornou para casa sem poder rever o familiar preso. Alguns visitantes haviam viajado de Canindé, de Banabuiú, de Ibicuitinga e de Ibaretama. Mães e esposas chegaram ainda na madrugada, por volta das 4 horas.

Elas se referem a três domingos e uma quarta-feira. A única informação foi de tratar-se de questão de segurança. Crianças e mulheres gestantes estão proibidas de acesso à cadeia.

A entrada de parentes de detentos da Cadeia Pública de Quixadá continua parcialmente suspensa, apesar de a Secretaria de Administração Penitenciária do Ceará (SAP) ter divulgado a liberação das visitas nas unidades prisionais do Estado cerca de 24 horas antes.

Segundo eles, as visitas estavam liberadas apenas para os detentos recolhidos no pavilhão superior. Mesmo assim, não davam informações oficiais e nem orientações sobre os dias e horários de atendimento. Após a transferência de parte dos internos, as famílias não têm contato há mais de 15 dias.

De acordo com uma fonte da cadeia de Quixadá informações só podem ser prestadas através da Secretaria de Justiça do Ceará (Sejus). A reportagem tentou manter contato telefônico. Neste domingo não há atendimento administrativo na Sejus.

Sugestões de Reportagens: 88 968 6 6694 Tim – 88 2147 0720 Fixo. Inclua o Sertão Alerta entre os seus links favoritos. VC  Repórter no WhatsApp 88 9 9686 6694.

NOVA COSMÉTICO

CLEUMIO PINTO RADIALISTA DRT/CE 5687 - MATRICULA 7723

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *