MPF em CAMPO > Jogadores do Fortaleza entrarão em campo com camisas de campanha contra corrupção


12122429 977703728955739 1384201002961800844 nFortaleza

O time cearense está apoiando iniciativa do Ministério Público Federal que quer melhorar legislação de combate à corrupção no Brasil

O combate à corrupção entra em campo no jogo entre Fortaleza e Brasil de Pelotas, neste sábado, 17 de outubro, pela Série C do Campeonato Brasileiro, na Arena Castelão. O time cearense está apoiando a campanha “10 medidas contra a corrupção”, encampada pelo Ministério Público Federal (MPF).

No início da partida, jogadores vestirão a camisa da campanha e exibirão faixa pedindo o apoio dos torcedores para que a legislação brasileira seja aprimorada para tornar mais eficiente o combate à ação de corruptos. Será a terceira vez que o Fortaleza Esporte Clube entra em campo com camisetas da campanha.

Nas arquibancadas da Arena, equipe composta por 12 servidores do MPF estará colhendo assinaturas de apoio à campanha para apresentar projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso Nacional. As propostas de alterações legislativas, elaboradas nacionalmente por membros da instituição, buscam evitar o desvio de recursos públicos e garantir mais transparência, celeridade e eficiência ao trabalho do Ministério Público brasileiro com reflexo no Poder Judiciário.

banner topo do siteEm todo o Brasil, o MPF tem como objetivo coletar 1,5 milhão de assinaturas. O cidadão que tiver interesse em apoiar a causa pode procurar a unidade do MPF mais próxima para assinar a ficha de apoiamento ou imprimir a ficha a partir do site, coletar dados e assinaturas e depois entregar na sede do MPF. A íntegra das medidas e a ficha de assinatura estão disponíveis no sitewww.10medidas.mpf.mp.br.

As medidas buscam, entre outros resultados, agilizar a tramitação das ações de improbidade administrativa e das ações criminais; instituir o teste de integridade para agentes públicos; criminalizar o enriquecimento ilícito; aumentar as penas para corrupção de altos valores; responsabilizar partidos políticos e criminalizar a prática do caixa 2; revisar o sistema recursal e as hipóteses de cabimento de habeas corpus; alterar o sistema de prescrição; instituir outras ferramentas para recuperação do dinheiro desviado.

CEARÁ É NOTICIA

CMIK 

Sugestão de Reportagens: 88 968 6 6694 Tim – 88 8849 5444 OI – 88 9233 8777 Claro. O Sertão Alerta é o seu portal do Sertão Central. Inclua entre os seus links favoritos. VC no whatsapp 88 9 9686 6694

 sertaoalerta.com@gmail.com/ cleumiopinto@gmail.com  

CLEUMIO PINTO RADIALISTA DRT/CE 5687 - MATRICULA 7723

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *