Hospital Regional do Sertão Central abre unidade para AVC agudo em Quixeramobim

O Hospital Regional do Sertão Central abre uma Unidade para tratamento de pacientes com AVC agudo. Em seu pleno funcionamento a Unidade de AVC agudo (UAVC), contará com 10 leitos que serão destinados exclusivamente a pacientes com AVC isquêmico (AVCi) na fase aguda (primeiras 72h), incluindo pacientes em janela para realização de tratamento trombolítico (< 4,5 h do início dos sintomas), e pacientes com trombose venosa cerebral (TVC).

Nos casos em que a TC inicial ainda for normal, deverão ser consideradas/excluídas causas clínicas que possam justificar o quadro clínico/ mimetizar acidente vascular, a exemplo:

• Hipoglicemia/hiperglicemia e outras alterações metabólicas (distúrbio hidroeletrolítico, encefalopatia hepática, disfunção renal aguda ou crônica agudizada, outras);

• Crise convulsiva prévia (paralisia de Todd?);

• Síncope;

• Aura associada à enxaqueca;

• Vertigem periférica;

• Delirium (estado confusional agudo);

• Quadro infeccioso ativo/sepse.

Os pacientes cuja avaliação inicial descartar a possibilidade de evento vascular isquêmico agudo ou trombose venosa cerebral e indicar outro diagnóstico clínico deverão ser reconduzidos às suas unidades de origem para a devida regulação ao serviço adequado.

A Unidade da UAVC não recebera pacientes com rebaixamento de nível de consciência (alteração da escala de coma de Glasgow não justificada por afasia), sinais/sintomas de sepse, insuficiência respiratória ou outros critérios que requeiram tratamento em unidade de cuidados intensivos.

O que é AVC isquêmico?

AVC isquêmico ou acidente vascular cerebral isquêmico se dá quando há uma obstrução da artéria, impedindo a passagem de oxigênio para as células cerebrais, que morrem – essa condição é chamada de isquemia. A diferença do AVC isquêmico para o AVC hemorrágico é o que segundo decorre do rompimento de um vaso, e não de seu entupimento.

A obstrução da artéria pode acontecer por um trombo, que é um coágulo de sangue que se forma na parede do vaso sanguíneo, ou por um êmbolo, que nada mais é do que um trombo que se desloca pela corrente sanguínea até ficar preso em um vaso sanguíneo menor que sua extensão.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco do AVC isquêmico são:

• Hipertensão

• Colesterol alto

• Obesidade

• Diabetes tipo 2

• Uso de drogas ilícitas, como cocaína

• Tabagismo

• Uso excessivo de álcool

• Idade avançada.

Sintomas de AVC isquêmico
Os sintomas do AVC isquêmico se caracterizam por uma perda neurológica súbita, tais como:

• Perda de força súbita de um dos lados do corpo, geralmente braço e perna. Quando a paralisia é parcial, é chamada paresia. Se o paciente fica paralisado completamente de um lado, ele está hemiplégico

• Paralisia facial, quando a pessoa há assimetria do sorriso

• Sintomas sensitivos, como dormência de uma lado do corpo

• Alteração da fala. A pessoa pode ter dificuldade de conseguir entender o que as pessoas falam ou conseguir dizer o que está pensando

• Alterações visuais, como perder uma parte ou totalmente o campo visual

• Tontura, levando a desequilíbrio e queda.

Sugestões de Reportagens: 88 9686 6694 Tim – 88 8849 5444 OI – 88 2147 0720 Fixo. Inclua o Sertão Alerta entre os seus links favoritos. VC Repórter no WhatsApp 88 9 9686 6694. sertãoalerta.com@gmail.com.

NOVA COSMÉTICO

CLEUMIO PINTO RADIALISTA DRT/CE 5687 - MATRICULA 7723

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *